quarta-feira, 6 de novembro de 2013
Autora: Lygia Fagundes Telles
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 205
Ano: 2009

     Ganhei esse livro quando estava na sétima série (oitavo ano) da escola e ele estava guardado por falta de interesse meu em ler, aí vi um vídeo da Tati Feltrin (youtube) sobre o mês do horror e ela disse que tinha um conto de terror então o coloquei na minha lista de leitura.  Quando comecei a ler percebi que se lesse de uma vez se tornaria cansativo, então decidi ler dois contos por dia enquanto lia outro livro ao mesmo tempo e assim consegui ler rápido.
     O livro foi publicado em 1970 e mais tarde em 2009 sendo as duas publicações pela Cia das Letras, é uma das obras mais importantes da carreira da autora. Os contos inseridos nesta coletânea foram escritos entre 1949 e 1969. 
     A narrativa de Lygia apresenta grande agilidade. A autora utiliza linguagem clara, breve, descartando tudo o que poderia ser considerado desnecessário para a ficção. Tem um total de 20 contos e no final tem uma breve biografia, uma carta que o Carlos Drummond de Andrade mandou para a autora.

Contos:

     Em Os Objetos, conto escrito em 1969 e inédito até a publicação de Antes do baile verde, a autora apresenta ao leitor uma cena do cotidiano de um casal em desarmonia, Lorena e Miguel, que tiveram um passado feliz mas que, no momento da ação, enfrentam problemas, principalmente pelo desequilíbrio mental de Miguel. São abordados temas como a solidão, a loucura, o fim do amor. 

     Em Venha Ver o Pôr do Sol, Ricardo e Raquel eram ex - namorados, ela já está com outro e ele ainda a ama. Ricardo a convida para um passeio em um cemitério e ela meio desconfiada vai, quando chega lá ele fica enrolando o tempo todo até que a leva até o jazigo da família mas quando ela chega lá, não era nada do que ela esperava, ele tinha mentido. (conto que vi no canal da Tati)

     Em Antes do Baile Verde uma jovem se prepara animada para o grande baile a fantasia de sua cidade, em que todos devem comparecer vestidos com roupas verdes. No quarto ao lado, seu pai doente agoniza em seus últimos minutos de vida. A jovem, movida pela vontade egoísta de se divertir num simples baile ao invés de assumir a responsabilidade inconveniente de cuidar do pai, inventa a todo momento as maiores desculpas para si mesma. 


* Dani Borgo *

4 comentários:

  1. Seguindo!!!

    Retribui?!!

    https://www.facebook.com/overdoselite

    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    Bjus Flor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, já retribui, seja bem vinda!!!

      Excluir
  2. Olá!
    Adorei o post e o seu blog.
    Cheguei aqui através do selinho de Jovens Blogs.
    Já estou te seguindo! =)
    Beijos

    Aline
    www.literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Aline, já retribui!!
      Seja bem vinda!

      Excluir



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Danielli Borgo e Daniele Heguedusch. Tecnologia do Blogger.

Tradutor

Populares

Seguidores

Siga por Email

Google+

Facebook

Twitter

Skoob: Dani Borgo

Blogs Parceiros

Anúncio