quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

ATENÇÃO: o texto contém conteúdo para adultos (+18): incluindo sexo, linguajar inapropriado, uso de drogas.

Lançamentos:

1º temporada: 07 de abril de 1998
2º temporada: 14 de junho de 1999
3º temporada: 05 de junho de 2000
4º temporada: 04 de junho de 2001
5º temporada: 22 de julho de 2002
6º temporada: 23 de junho de 2003

     "Baseado no livro homônimo da escritora Candice Bushnell, Sex and the City mostra, com muito humor, a agitada vida de quatro belas mulheres solteiras e bem sucedidas de Nova Iorque. Enquanto procuram o homem ideal, as amigas Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda se divertem pelos clubes da cidade, comentam as últimas novidades de moda, compartilham experiências do cotidiano feminino e ousadas conversas sobre sexo. Nesta primeira temporada, a colunista Carrie Bradshaw vai tentar descobrir se as mulheres podem fazer sexo como os homens, usando de cobaia suas três melhores amigas e a si mesma. Carrie investiga o que uma mulher de trinta e poucos anos tem que fazer para se divertir em uma cidade cheia de solteiros convictos, que acham que compromisso é só para os não comprometidos. Então junte-se a Carrie, Sam, Miranda e Charlotte nesta sexy e sofisticada análise de algumas das perguntas mais quentes do momento. Serão os relacionamentos a religião dos dias atuais? Serão os triângulos amorosos a nova fronteira sexual? Caso positivo, quem deve fazer o quê, com quem e quando? E se as solteiras podem fazer sexo com qualquer homem, a qualquer hora, em qualquer lugar, como as casadas presumem que isso pode acontecer a qualquer hora, em qualquer lugar, com os maridos delas?"

    Todos os episódios possuem uma sequência lógica. No decorrer de cada um vamos conhecendo melhor cada uma das personagens e nos conectando com as suas vidas, além de sermos apresentados a um drama central, que geralmente é o objeto da matéria da coluna da Carrie (também chamada de Sex and the City). Essa mistura de personalidades e que traz uma boa dose de humor, drama e romance, é o que fez "Sex and the City" ser uma das séries mais aclamadas pelo público e pela crítica, tendo recebido diversos prêmios e nomeações, incluindo mais de 50 indicações ao Emmy, tendo ganho 7 deles, e 24 indicações ao Globo de Ouro, ganhando 8 deles, durante suas seis temporadas. 

      A série basicamente gira em torno da vida de quatro mulheres: Carrie, Charlotte, Miranda e Samantha. Todas têm mais de 30 anos, são solteiras e vivem em Manhattan, Nova York. 
 

Carrie (a narradora do seriado) é jornalista e autora de uma coluna semanal publicada no The New York Star, onde escreve sobre relacionamentos, sexo e a cidade de Nova York. Ela é o que muitos chamariam de mulher fútil, por ser totalmente tarada por sapatos e moda. Ademais, é o retrato da típica mulher insatisfeita, porque quando está solteira, quer estar casada, quando está em um relacionamento sério rumando ao casamento, entra em pânico e quer voltar a ser solteira. Sua grande frustração amorosa resume-se ao inalcançável Mr. Big, um quarentão bem sucedido que tem alergia a compromissos e que a deixa cozinhando em banho-maria durante todas as temporadas. Apesar de adorar e me divertir muito com a Carrie, confesso que ela foi a personagem que mais me irritou, por suas inúmeras infantilidades e inconstâncias.


Charlotte representa a mulher "em extinção", aquela que sonha com o Príncipe Encantado, com o casamento perfeito, com os finais felizes. Apesar de ser bem sucedida profissionalmente trabalhando em uma Galeria de Arte, seu sonho é casar, ter filhos e ser a mãe e a esposa perfeita. Simples assim. Em razão disso, sofre muito preconceito sendo constantemente acusada de prejudicar o "movimento feminista" e todas as conquistas que as mulheres alcançaram nesses anos todos. Charlotte é a personificação da esperança e do amor, e tem coragem de assumir sua real personalidade e sentimentos e ir a luta pelos seus sonhos, por mais sem sentido ou pequenos que eles possam parecer aos olhos dos outros.


Miranda é a mulher do século XXI, guerreira, independente, profissional bem sucedida e solitária. Seu sonho é crescer profissionalmente, se tornar sócia do escritório de advocacia onde trabalha, comprar um bom apartamento, não depender de homem nenhum, etc. Ela gosta de coisas práticas, que tudo se resolva muito rápido. Ao ir em busca desses sonhos, praticamente materiais, fez com que ela desse as costas para outros desejos da mulher: ter uma família. Miranda criou uma casca tão grossa e impenetrável a relacionamentos que assusta os homens com quem se relaciona e os afugenta assim que percebe que a relação pode ficar mais séria. Ela não se permite fraquejar, não se permite ser "mulherzinha", não se permite amar, mas ao mesmo tempo percebe que sente um vazio em sua vida que não consegue preencher, um vazio que se torna evidente a cada vez que ela chega em casa do trabalho e não tem ninguém com quem conversar, e a única coisa que lhe resta é assistir TV acompanhada por seu gato e alguma comida congelada.
 

Samantha é uma mulher mais velha, beirando os quarenta e poucos, apesar de não admitir para ninguém, muito menos para si. Talvez Samantha represente o lado masculino que as mulheres mais abominam, mas que no fundo sempre tiveram vontade de ser, nem que fosse por uma única vez, mas que nunca se permitiram por causa do moralismo da sociedade. Samantha é uma "pegadora". Totalmente avessa aos relacionamentos, seu maior pavor é pensar na ideia de namorar ou então casar. Ela é uma RP bem sucedida e tira vantagens do seu cargo para conquistar um homem a cada noite. É ela quem seduz, quem leva para cama e quem não liga no dia seguinte. É ela quem despedaça os corações alheios. Tudo o que ela quer é transar e se satisfazer sexualmente. Dotada de um poderoso ego e de uma vaidade gigantesca, Samantha consegue tudo o que deseja, mas um dia ela vai descobrir que a vida não se resume a isso.

FILMES

     Eu quis assistir o seriado por causa que acabei assistindo o primeiro filme e tinha algumas coisas eu não entendi, após também ver um vídeo da Tati Feltrin (onde ela fala sobre os seus seriados) e aí a vontade só aumentou, resolvi assisti e me apaixonei!



     Quando eu terminei de assistir a seriado (já triste por ter acabado) fui correndo pra assistir os filmes e o primeiro filme começa da onde o seriado acabou, vemos uns breves momentos da 6º temporada:

Lançamento:

1º filme: 6 de junho de 2008
2º filme: 28 de maio de 2010


     Carrie e Big estão vivendo um clima de puro amor. Finalmente ambos conseguiram ficar juntos depois de tantas idas e vindas nos últimos 10 anos. Em razão disso, decidiram morar juntos, mas Carrie ficou receosa de simplesmente se mudar para um apartamento dos sonhos comprado exclusivamente por Big. Que garantias ela teria de que um dia ele não ia simplesmente se cansar dela enxotando-a do apartamento com uma mão na frente e a outra atrás? Ao notar o receio da namorada, Big a pediu em casamento, algo totalmente inesperado, levando em consideração a sua aversão por compromissos sérios. Carrie sabendo disso, não pensou duas vezes e disse sim. Agora Carrie precisa organizar toda a cerimônia e a festa e fará isso com a ajuda das suas melhores amigas: Charlotte, Miranda e Samantha. O problema é que a preparação do casamento tomou proporções inesperadas e começou a assustar Big fazendo-o reviver traumas do passado.  
     Dois anos se passaram desde que Carrie e Big se casaram, porém enfrentam sua primeira crise no casamento. Big, como um típico marido, se acomoda e passa a viver uma rotina que se resume a chegar em casa, comer algo pedido num restaurante e ver televisão até mais tarde. Carrie começa a ficar incomodada, pois este não era o tipo de casamento que imaginava ter. Carrie está mais infantil (e egoísta) do que nunca. Ela quer viver uma vida de casada que existe apenas na sua cabeça, mas ao mesmo tempo não quer abrir mão das noitadas e da vida de solteira.

      Charlotte está finalmente vivendo seu tão sonhado conto de fadas. Sua vida não podia estar mais perfeita, vivendo num apartamento maravilhoso, casada com o amor da sua vida, mãe de Lilly, uma linda menina que foi adotada pelo casal enquanto enfrentavam problemas de fertilidade, e dona de lindos cachorrinhos que alegram a casa. Quando Charlotte menos esperava, ela engravida. O que deveria se tornar uma grande alegria em sua vida se transforma numa grande fonte de preocupação. Charlotte entra em pânico, louca de medo de que algo ruim aconteça e destrua a sua felicidade.
     Charlotte conseguiu o que queria. Tem duas filhas lindas, um marido carinhoso e uma vida muito confortável, mas pela primeira vez não está feliz. Charlotte não consegue conciliar sua vida de mãe e dona de casa, muito menos sabe lidar com sua filha menor que está constantemente fazendo birra e, com isso, acaba negligenciando sua primogênita. Ela sofre em demasia, porque sabe que está reclamando de barriga cheia, afinal, mesmo depois de ter conseguido tudo o que sempre sonhou, ainda não está satisfeita e se considera uma mãe horrível. Para enfrentar essa crise, ela conta com a ajuda da babá, porém, a babá se mostra um grande risco para seu casamento. 


      Miranda, ao contrário de Charlotte, enfrenta uma grande crise no casamento e se separa de Steve depois de descobrir que ele a traiu. Depois de mudar-se para outro apartamento com seu filho Brady, evita ao máximo o contato com o pai do garoto, decidida a nunca perdoá-lo. 
      Miranda, a workaholic de plantão do grupo, pela primeira vez na história do Sex and the City está insatisfeita com o trabalho. Sentindo-se constantemente humilhada, é forçada a tomar uma decisão: continuar trabalhando num local que não só não a valorizam como também a privam de ter uma vida em família, ou então pedir demissão para finalmente se dedicar àqueles que realmente importam: seu marido e filho.

      Samantha, por sua vez, está passando por uma grande crise existencial. Mudou-se para Los Angeles juntamente com seu namorado Smith, que tornou-se um grande astro de Hollywood depois de ter sua carreira impulsionada pela RP. O problema é que Samantha tenta forçar uma situação insustentável: ser uma namorada comprometida e fiel, sempre disponível ao namorado. Mas esse nunca foi o perfil de Samantha. 
     Foi uma grande surpresa ver a Samantha em um relacionamento sério, onde ela fazia de tudo para mante-lo. Apesar de continuar linda, poderosa e glamourosa, está enfrentando um problema comum entre as mulheres, mas que a atormenta e mexe com a sua autoestima: a menopausa. Para evitar sentir os terríveis sintomas, recorre a todos os tipos de produtos no mercado, que funcionam, até ela ser obrigada a jogar fora numa viagem feita com suas amigas para o Oriente Médio.

O que mais me irritou foi as infantilidades da Carrie, em praticamente em toda a série. Primeiro ela está com o Big, depois fica com o Aidan e volta pro Big, aí beija o Aidan. Segundo que ela não entende que está casada, não entende as opiniões de suas amigas para com ela e sempre acha que elas estão erradas. Da minha personagem preferida, pra que eu menos gostei no final das contas.
 
Assista online o seriado: Mega Filmes HD
Assista online o filme: Mega Filmes HD

Alguns textos foram tirados do blog: Recanto da Mi

Espero que tenham gostado e super recomendo o seriado e os filmes!!!

0 comentários:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Danielli Borgo e Daniele Heguedusch. Tecnologia do Blogger.

Tradutor

Populares

Seguidores

Siga por Email

Google+

Facebook

Twitter

Skoob: Dani Borgo

Blogs Parceiros

Anúncio