segunda-feira, 2 de novembro de 2015
Título Original: The Silkworm
Autor: Robert Galbraith (vulgo J.K. Rowling)
Editora: Rocco
Ano: 2014
Páginas: 461


     Já falei inúmeras vezes aqui que sou apaixonada por Harry Potter e por tudo que a senhora Joanna faz. Quando O Chamado do Cuco foi lançado havia aquela preocupação e ansiedade para saber se ela manteria sua sagacidade como escritora e contadora de histórias tão bem quanto em Harry Potter, hoje eu lhes afirmo, manteve e vem me surpreendendo.
     O enredo do livro é limpo, fácil e bem gostoso de se ler, quando você percebe já leu 50 páginas. Vai continuar contando com Strike e Robin como protagonistas, após o caso de Lula Landry, Strike havia recebido vários trabalhos e um deles lhe chamou atenção.
     Uma senhora aparentemente com pouca renda, lhe pede para investigar o desaparecimento do marido – que tem o hábito de sumir –, para Strike seria um caso fácil. O desaparecido, um escritor pouco famoso e bem excêntrico, Owen Quine usava uma capa e um chapéu com uma pena, era marido daquela simples senhora e juntos tinham uma filha com dificuldade de aprendizado, Orlando. Leonora e Orlando já estavam acostumadas com os desaparecimentos do marido, mas dessa vez ele estava demorando muito para voltar.
     O mais novo livro de Owen, intitulado Bombyx Mori (Bicho-da-Seda em latim), continha personagens reais da sua vida, como por exemplo, seu editor, sua agente literária, alguns outros escritores e até mesmo sua própria esposa, todos descritos de forma extremamente venenosa e maldosa. Caso o livro fosse publicado, a reputação de muitas pessoas importantes no editorial britânico seria arruinada e ele teria a tanta esperada publicidade que queria para os seus livros, porém sua editora recusou o livro.
     Suspeitando que Owen estivesse com uma amante ou havia largado tudo e ido embora, Strike não deu muita importância, mas algo naquela mulher lhe instigava a continuar procurando. Após descobrir que Owen e mais um escritor tinham uma casa, Strike foi até lá para saber se o encontrava, de fato o encontrou, brutalmente assassinado, como se tivesse ocorrido um ritual “Os intestinos desapareceram, como que devorados. Tecido e carne foram queimados por todo o cadáver, aumentando a impressão abominável de que foi cozido e dele se regalaram.
     Após conhecer todos aqueles com que Quine teve contato nas suas últimas semanas Strike concluiu que todos eram nas suas peculiaridades suspeitos e tinham algo que não gostavam no excêntrico escritor, principalmente após cópias de Bombyx Mori ter sido enviada para todos aqueles que estavam no livro. Todos se sentiam na obrigação (e aceitavam de pronto) em conversar com o detetive e lhe respondiam todas as perguntas feitas, aumentando cada vez mais as suspeitas, porém nenhum deles tinha histórico de violência.
     Robin e Matthew iam piorando a cada dia, as brigas aumentando e o trabalho de Robin e Strike eram os principais motivos. Matthew não entendia a fascinação de Robin e porque ela preferia ganhar menos e ter mais trabalho em algo que ele achava sem futuro. Nesse livro conseguimos nos aprofundar mais na vida de Robin, saber mais sobre sua família e da de Matthew também.
     A narrativa foi mais animada do que a do primeiro (O Chamado do Cuco), porém não menos maravilhosa. Claro que é uma continuação então já sabemos algumas coisas que não precisam ser recontadas o que adianta a narrativa e da lugar a outras coisas. J.K. me surpreendeu, conseguindo nos colocar junto com Strike e Robin na corrida contra o tempo para achar o assassino, não consegui entender a lógica de fatos e saber quem era o assassino quando o detetive descobriu – se alguém conseguiu descobrir junto com ele, me explica o que eu perdi -, só descobri quando Strike conta para o assassino que sabe o que ele fez. O final é muito mais surpreende do que o livro anterior. Deixando claro que também adoro O Chamado do Cuco, mas nesse conseguimos ver a evolução dos personagens, enredo, J.K. e nosso de ver que ela conseguiu se estabelecer no meio dos romances policiais.
     Se eu recomendo o livro? Sim, muito. Como tudo que J.K. Rowling faz se tornou um favorito, assim como o seu anterior. Deixem nos comentários o que acharam do livro e se surpreenderam como eu hahaha

♥♥♥

 TwitterInstagramSkoobFilmow ♥ Snapchat/Periscope: daniborgo


0 comentários:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Danielli Borgo e Daniele Heguedusch. Tecnologia do Blogger.

Tradutor

Populares

Seguidores

Siga por Email

Google+

Facebook

Twitter

Skoob: Dani Borgo

Blogs Parceiros

Anúncio